Arte Dreads. O nome já diz tudo!

HISTÓRIA DOS DREADS

Em função do cabelo naturalmente embaraçar quando não é cuidado ou penteado, os seres humanos pré-históricos tinham seus cabelos num estilo muito semelhante ao dreadlock, até eles inventarem pentes e outros utensílios. Dreadlocks foram descobertas em múmias no Peru, mais ou menos entre 200 e 800 D.C., e sacerdotes astecas dos séculos 14 e 15 tradicionalmente usavam seus cabelos em tranças.

Na Etiópia, padres das igrejas Coptas usavam dreadlocks durante centenas de anos. Na Índia, seguidores da seita “sadhu” do hinduísmo, em homenagem à divindade Shiva cujos cabelos também eram compridos e enrolados. Os “rasta-budistas” do Japão, membros da seita negra Muslim Baye Fall do Senegal, os maori na Nova Zelândia, e tribos na Namíbia e Angola, todos usam dreadlocks. (fonte: Mastalia)

Mas, de longe, o grupo mais conhecido a usar dreadlocks são os rastafáris jamaicanos. O Movimento Rastafári teve início em 1930, como uma pequena seita que acreditava que Haile Selassie I, imperador da Etiópia em 1930, era o Messias. Eles também são contra lavar os dreads, exceto com água purificada.

Nos primeiros dias do movimento, os rastas enfrentaram perseguição e muitos foram presos na Jamaica. Mas a sua religião e estilo de cabelo foram cada vez mais amplamente aceitos, e muito graças ao mais famoso fã de dreadlocks de Bob Marley. (fonte: Barrett, Price, Mastalia).

Cabelo dreadlock, é um visual que o povo aprendeu a associar aos rastafáris e a imagem de Bob Marley. Mas ter dreads não significa que você é um “rasta”. Na Jamaica, a maioria dos “dreads” que circulam pelas ruas e que chamam a si mesmos de rastafáris não são verdadeiramente rastafáris. É uma situação que lembra o ditado popular: “O hábito não faz o monge”… Nem os cachos fazem um rastafári.

Os dreadlocks não são sequer originários da Jamaica. Os cabelos crescidos em mechas densas são usados na África e na Índia desde a antiguidade Bíblica e pré-Bíblica. Na África, são vistos em várias tribos, como os Masai, do Kênia. Os guerreiros desta tribo usam ainda hoje os cabelos no estilo dread, que tingem de vermelho usando corantes extraídos de raízes. Na Jamaica, as cabeleiras dreads começaram a ser cultivadas depois da extinção da escravatura. Os ex-escravos adotaram o estilo como desafio e afirmação cultural diante da sociedade jamaicana de origem européia. O estilo era denominado de “Natty Dreadlock”. Ai sim, mais tarde, os rastafáris, seguidores do pensamento do imperador etíope Haile Selassie, também começaram a usar os dreads. (Fonte: Cultura Reggae)

Nos dias atuais, em virtude da facilidade de comunicação e informações o dreadlock vem se popularizando cada vez mais. Seja qual for o motivo, Rastafarianismo, Induísmo, entre outros.

As pessoas optam pelo look por se identificarem e/ou simpatizarem com algum desses estilos “tribais”. E até mesmo por uma visão de contra cultura perante a sociedade. Uma forma de expressão fora do padrão ou simplesmente um estilo diferente. Existe inclusive uma grande comunidade descendente dos hippies dos anos 70, viajantes do mundo amantes da cultura psychedelic trance, que muito comumente simpatizam com a cultura hindu e também utilizam os dreadlocks como expressão de sua cultura.

CURIOSIDADES SOBRE DREADS

Os dreadlocks não são originários da Jamaica. Eles são usados na África e na Índia desde a antiguidade.

Diferença entre dreadlock e rastafari? - Dreadlock é o cabelo com Dread e Rastafari é um movimento religioso. 

DÚVIDAS SOBRE DREADS

DÁ PRA TIRAR OS DREADS?

Sim, é possível tirar os dreads sem ter de cortar “careca” os cabelos. Seu cabelo poderá ficar em um comprimento médio, estará quebradiço e precisará ser bem hidratado. Normalmente quem decide usar dreads naturais, pretende cultiva-los por anos. Dreads quanto mais velhos, mais bonitos ficam. Existem boas alternativas para quem ainda não tem certeza.
 

QUAIS OS TIPOS DE DREADS?

Dread de agulha - São fixos sem nenhum produto, apenas com agulha de crochê, embaraçando mechas do cabelo e dando forma com a agulha.

Dread de cera - Pouco utilizado nos dias de hoje, apos o surgimento da técnica com agulha. É utilizado cera de abelha para fixar o dread após a mecha do cabelo ser embaraçado. (Não muito indicado por dificultar a higiene).

Dreads de linha/lã - São temporários e/ou decorativos. É possível ficar com eles por até 3 meses sem danificar os cabelos, mais tempo que isso, corre o risco do cabelo ir formando dread ao crescer. É feito com a base de lã e coberto com linha ou lã nas cores de sua preferência.

DIFERENÇA ENTRE DREADS NATURAIS E SINTÉTICOS

DREADS REMOVÍVEIS

Dreads Removíveis - São ideias para quem quer experimentar sem danificar os cabelos definitivamente. São dreads que podem ser usados por até 3 meses e tirados sem danificar o cabelo natural. Eles podem ser feitos com dreads de cabelos naturais ou sintéticos. Fixos no cabelo de uma forma diferente do dread natural. É feito uma costura com um fio que fica misturado ao cabelo então não aparece.

É POSSÍVEL FAZER DREADS EM CABELOS LISOS?

Sim, é possível fazer em qualquer tipo de cabelo, inclusive com progressiva. É mais trabalhoso em cabelos lisos do que crespos, especialmente os cabelos oleosos. Serão necessárias manutenções com mais freqüência nos cabelos lisos e oleoso do que em cabelos crespos e secos. 

Qualquer pessoa pode ter dreads!

É POSSÍVEL COLORIR? 

Sim, é possível pintar e/ou descolorir dreads de cabelos naturais normalmente. Já os sintéticos, não é possível.

QUAL O TAMANHO MINIMO DO CABELO PARA FAZER DREADS?

Dreads de agulha encurtam os cabelos: cerca de 3 a 5 centímetros em media dependendo do corte e estado do cabelo, se estiver repicado ou quebradiço pode encurtar mais ao serem feitos.

Dreads agulha no próprio cabelo: a partir de 15 centímetros já terá um caimento melhor. Mais curto que isso, poderá ficar com os dreads espetados para cima, mais também poderá ser feito.

Dread agulha: Para alongamento 8 a 10 centímetros.

Dreads de linha/lã: 5 centímetros.

Divisoria Arte Dreads

DICAS DE CUIDADOS BÁSICOS COM OS DREADS

  • Dreads novos precisam de um pouco mais atenção. Alem das manutenções periódicas, é adequado esfregar firme com as palmas das mãos de cima até embaixo, para ajudar a manter o formato e baixar os fios rebeldes. Repetir este processo 1 vez ao dia, durante o período de fixação (3 a 6 meses).

  • Para quem tem alguns dreads e cabelos soltos (juntos):

                Separar 1 vez por dia cabelos soltos dos dreads para que o dread não fique embolando mais os cabelos.

               Se costuma lavar diariamente, separar os dreads, jogue os cabelos para frente e lave com o chuveirinho.

               Na hora de passar creme/condicionador, tome cuidado redobrado para evitar cair nos dreads.

  • Utilize pomada finalizadora de queratina, para hidratar e baixar os fios rebeldes 1x por mês.

  • Lembre-se que no início você terá um pouco mais trabalho, mais isso faz parte do processo. Dread é cultivo, tempo e paciência.

  • Quando estiver pesquisando sobre onde fazer seus dreads, procure um profissional!

  • Não acredite e entregue seu cabelo nas mãos de qualquer pessoa que diga que faz dread. Procure ver fotos do trabalho da pessoa para garantir que não estrague seu cabelo. O barato sai caro!

  • Manutenções são importantes para evitar que os dreads deformem, encurtem, desfiem e que as raízes grudem. Alem de manter os dreads bem formados estimulam o crescimento. Para dreads novos é recomendado fazer manutenções 1 vez por mês, durante 3 a 6 meses, este é o tempo médio de fixação do dread. Aos poucos esses intervalos vão aumentando, podendo ser a cada 3 meses.

  • Lave os dreads com a freqüência que sentir necessidade. Para cabelos oleosos, é indicado lavar com mais freqüência do que pra cabelos secos. Utilize de preferência xampu anti caspa e de vez em quando anti resíduo. Sabão de coco em casos de oleosidade extrema. Jamais utilizar creme e/ou condicionador, principalmente no primeiro ano, pois o dread é cabelo embaraçado, ou seja, quanto mais ressecado, melhor o caimento.

  • Evite dormir com os dreads molhados, pois isso pode provocar mau cheiro e proliferação de mofos e bactérias. Ideal secar ao sol, mais se preferir e achar necessário pode ser usado secador também.

Você poderá levar a vida normalmente, podendo entrar em piscinas, mar, rios e cachoeiras sempre que quiser. Ao contrário do que se pensa, o dread não tem mau cheiro. Isso depende muito mais da higiene pessoal, como por exemplo em casos de pessoas que não lavam os cabelos. 

Qualquer pessoa esta sujeita a pegar piolho, tenha ela dreads ou não. Isso acontece quando tem contato com pessoas com piolho. A epidemia acontece muito mais frequentemente em crianças, portanto, pessoas que convivem com muitas crianças devem tomar mais cuidado com os dreads pois estão mais propensas a pegarem piolho. Hoje em dia também é possível se prevenir com remédios via oral contra os piolhos. 

Ficou com alguma dúvida sobre cuidados com dreads? 

Entre em contato com a gente através do IG Instagram ArteDreads@artedreads ou clique aqui para outras opções.
A equipe Arte Dreads ficará feliz em te ajudar!!!

Divisoria Arte Dreads

 

Venha conheçar nosso Ateliê!

 Local Atelie Arte Dreads

Como Agendar um horário

Atendimento somente com hora marcada. Agendamentos e orçamentos pelo nosso canal IG Instagram ArteDreads@artedreads

Preparo dos cabelos antes de ser atendido

Aguardamos por você!
Arte Dreads Instagram ArteDreads@artedreads